segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Smashing Pumpkins is back!



Nem acreditei quando escutei, o carequinha mandou ver, o cd é bom pacas. Não mentiu nem um pouco quando disse, no tempo do Zwan, que seu coração ainda era do SP. Mesmo com nova formação o cd é 10, o som ainda é poderoso e denso. Ainda aprendo essa sonoridade que funciona como uma brisa nas partes lentas e como um ventania nas partes rápidas e um trovão nas partes pesadas. O primeiro single, "Tarantula", é disparada a melhor canção do disco, com seu riff sujo e sua letra direta e esperta. Ainda não disponível no Brasil. Continuo fã!

Participação no XVI CONPEDI em BH 2007 - 3


Reencontrando amigos: Simultaneamente ao CONPEDI ocorria o IBDFAM, reunindo os maiores civilistas do país, entre eles meus padrinhos, Dr. Paulo Lôbo e Dra. Fabíola Albuquerque, minhas queridas amigas, Catarina Oliveira, Taciana Beltrão e Adriana Rocha e meu chefe e amigo, Dr. Paulo Muniz. Pena que uma parte da turma já estava de saída e outra não quiz conhecer o underground mineiro conosco, olha eu em frente ao famoso e charmoso "A OBRA", um porão que apresenta o melhor da cena alternativa do país, vale a pena conferir!

Participação no XVI CONPEDI em BH 2007 - 2


Trabalho realizado: hora de rever amigos, fazer contatos e relaxar. Aqui estamos, Da Maia (PPGD/UFPE), Eduardo Bittar (PPGD/USP) e eu, na praça do BAR DA DALVA em BH. Tirei direto do Congresso para cá, ainda estava com metade da "fantasia" de jurista! kkkkkk Os dois são feras e muito gente boa, merecem todo o sucesso que fazem. Enjoy the night, friends!
Depois chegou o João Maurício, encontrando a mim, o Fernando Joaquim e o Adrualdo Catão com uma turma super gente fina de Curitiba.
Terminei achando mais nossa cara o pessoal do Paraná, pois os de Sampa e Belô parecem muito mais concervadores em suas pesquisas.
Trocamos e-mails, cópias dos trabalhos apresentados e espero ir em breve a UFPR, tenho esperança de encontrar boas oportunidades acadêmicas por lá!

Participação no XVI CONPEDI em BH 2007 - 01


Foi um sucesso: eu, Fernando Joaquim (mestrandos), Adrualdo Catão e Graziela Bacchi (doutorandos) representamos com resultado muito positivo o núcleo discente do PPGD/UFPE.
João Maurício e Da Maia palestraram no segundo dia, o "ex-gordutchu" falou de minha dissertação durante sua fala, o que me deixou muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito feliz! kkkkk
Raymundo Juliano passou o cargo de presidente do CONPEDI em grande estilo, deixando saudades em todos e uma participação record de 718 trabalhos inscritos.
Isso prova que estamos entre os melhores do país e não devemos supervalorizar as dificuldades de nossa região. Querer é poder, isso ficou claro em Minas Gerais! Parabéns para todos!

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Entre quantidade e qualidade: o que queremos?


Caruaru ao inaugurar seu novo fórum, inaugura também sua nova justiça? Observemos o teor de notícias veiculadas sobre alguns de seus aspectos quantitativos[1]:

a) orçamentais - a moderna sede de seu judiciário custou aproximadamente R$ 10,5 milhões;

b) espaciais – a área construída tem 14 mil metros quadrados e seu estacionamento tem capacidade para comportar 118 veículos;

c) ambientais – a construção foi agregada às regras de sustentabilidade, usando materiais que não agridem ao meio ambiente;

d) estruturais – o prédio comporta 16 varas judiciais e sua sala do júri tem capacidade para 277 presentes;

e) funcionais – a estrutura contém dois elevadores, sistemas de prevenção e combate a incêndio, gerador elétrico e sistema de segurança.

Segundo um dos membros do TJPE, “Caruaru é um pólo industrial rico e próspero, e já se fazia carente de um fórum à altura da sua grandeza”, esta cidade “cresce e a Justiça acompanha o município”[2].

Nenhum dos meios de comunicação veiculou nada sobre os aspectos qualitativos da construção. Terá sido por esquecimento, por tratar-se de tema secundário ou por inexistência mesmo destes? Só a temporalidade parece poder responder tal questionamento. Resta-nos dar tempo ao tempo para podermos saber se o novo fórum será ou não acompanhado de uma nova justiça, esta, sem dúvida, UMA QUESTÃO QUALITATIVA!

[1] Disponível em: . Acesso em: 12/11/2007.
[2] Disponível em: . Acesso em: 12/11/2007.

domingo, 4 de novembro de 2007

Pensando em voz alta 4



Observando o mundo, parece-nos que ele é inteiro mais potência do que ato. É como se o projeto fosse, em possibilidades, infinito, e, apenas algumas vezes, uma parca obra fosse materializada. Oh, bloco de mármore que demonstra não libertar de suas entranhas a bela "Venus de Milo" que toca nossos primitivos sentidos! Estaremos condenados à abstração de toda a beleza que ocultas? Teremos de sempre usar o escolpe e o martelo, verter suor e sangue, para que, só assim, possamos ter uma amostra mínima de tudo o que verdadeiramente tens? Eis nossa humana limitação: para poder ver o mínimo, esforçamo-nos ao máximo e frustamo-nos por concretizar apenas toscas cópias e nunca o supremo original!

Dica musical: Beirut


Fala, turminha! Demorou, mas voltamos com as dicas musivais. A colaboração é de minha parceira de sala de aula na ASCES/FADICA, Ingryd. O nome da banda é BEIRUT, o som é bem "anti-comercial", o que já lhes confere pontos positivos. Os clips são bem "alternativos" e adorei o timbre do vocalista, bem distante das modulações atualmente utilizadas. O instrumental (sopros, violino, acordeon, violão, baixo acústico e bateria jazz) é bem "barroco", o que confere, ao mesmo tempo, um ar "retro" e "in", estranho, mas cativante. Em NANTES, ambientada em uma descida de escada, apresenta-se bem a temática perseguida por essa garotada.

Para quem gostou e gostaria de conferir mais segue o recheio do mais recente cd, intitulado de The Flying Club Cup:

1. A Call To Arms

2. Nantes

3. A Sunday Smile

4. Guyamas Sonora

5. Le Banlieu

6. Cliquot

7. The Penalty

8. Forks and Knives (La Fete)

9. In The Mausoleum

10. Un Dernier Verre (Pour la Route)

11. Cherbourg

12. St. Apollonia

13. The Flying Club Cup

Rechei-e seu mp3 player e bons momentos!

Valeu, amiga!